Novas áreas e boas condições climáticas devem marcar safra de soja 21/22 no Brasil

Quinta, 30 de Setembro de 2021 às 13h55min
Estimativa é de recorde de 143,75 milhões de toneladas, conforme aponta pesquisa da Reuters

O fim da Safra de Inverno indica um novo começo: o do plantio das culturas de verão. Sempre quando uma nova safra vem aí, estimativas começam a ser apontadas, como é o caso do cultivo da soja no período 21/22 no Brasil.

Segundo pesquisa da Reuters, a combinação de um cenário climático favorável e novas áreas de plantio devem resultar em um recorde de 143,75 milhões de toneladas do grão, com expansão da cultivare já para outubro de 2021.

Sempre em destaque

Se confirmado, o volume representará uma alta de 5,77% em relação aos 135,9 milhões de toneladas apontados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra passada.

De acordo com avaliações de 11 analistas, a área plantada no maior produtor e exportador global da oleaginosa também pode alcançar uma máxima histórica, estimada em 40,3 milhões de toneladas e 4,62% acima do ano anterior.

Boas chuvas

Se no ano passado a falta de chuvas atrasou o plantio e prejudicou a segunda safra, neste ano o cenário está bem diferente. O Brasil já iniciou o plantio da safra 2021/22 de soja em linha com a janela ideal e tende a contar com chuvas generalizadas em grande parte das regiões produtoras do Centro-Oeste, Tocantins, Pará e Rondônia.

A implantação da lavoura da oleaginosa nesse período ainda contribui para uma segunda safra de milho e algodão também dentro da janela climática, após a colheita da soja.

Fonte: Istoé / Conab
Fotos